A especulação baseada em sintomas apenas, sem examinar o paciente não é a melhor conduta ou forma de ajudar. O ambiente virtual serve apenas à orientação.

A informação disponibilizada para o leigo tem a função de melhor orientá-lo na busca pela saúde. Mas de forma alguma deve substituir a consulta médica. A informação tem a capacidade de fortalecer a relação médico-paciente. Quando ela,relação, não existe ou a confiança não foi estabelecida o diagnóstico e o tratamento ficam comprometidos.

Procure um médico, estabeleça uma relação de confiança mútua, seja honesto com ele, diga o que sabe e sobretudo o que o preocupa em relação ao seu diagnostico.

Confie, é a melhor maneira de conduzir o seu caso!

Se depois de ouvir o seu médico ainda tem dúvidas, mesmo depois de conversar com ele a respeito delas, procure um oftalmologista para uma segunda opinião. Informe à secretaria ao agendar a consulta o que está buscando e exponha ao médico as suas dúvidas. Após examiná-lo ele as esclarecerá, com certeza!

Não omita informação nem aja como se não tivesse se informado a respeito na internet. Lembre-se que para estabelecer uma relação de confiança há que haver honestidade, bom senso e boa vontade, de ambas as partes.

Uma excelente relação médico-paciente é meio caminho andado para uma solução favorável. E imprescindível para o correto diagnostico e tratamento eficaz.

Anúncios