“Tenho DVP e por causa disso tenho moscas volantes e tive pequenas roturas na retina, que já foram “consertadas” com laser. Já fiz 4 seções de laserterapia. Mas minha visão é perfeita, não uso óculos nem nada, porém tenho uma dúvida estranha, não sei se mais alguém percebe isso. Quando estou rindo, ou quando estou nervoso por exemplo eu vejo flashes de luz piscando nos meus olhos. Eu fui ao oftalmologista por conta disto. Porém vejo estas luzes quando estou na frente de um monitor de computador ou televisão. Elas aparecem em menor escala. Porém, quando estou rindo muito, gargalhando, elas piscam muito, demais mesmo! Estou até ficando com medo de rir. Existe alguma explicação? Já comentei algo com meu oftalmologista, ele explicou sobre o DVP, que existem trações na retina e tal, que não precisa se preocupar, só quando houver roturas! Ai seria feito laser novamente; porém alguém também tem isso? Sabe o motivo?”

Qualquer alteração emocional inibe o “freio sensorial” que nos faz perceber pouco ou nada daquilo que nos incomoda os sentidos. Seja na visão (flashes, moscas volantes e outras sensações visuais diferentes) ou na audição (zumbidos e outras sensações auditivas incomuns), por exemplo…
Portanto, quando estamos mais estressados, muito felizes ou muito tristes ou amargurados (mais comumente), esses sintomas incomodam muito mais!

Além disso, quando gargalhamos ou ainda quando viramos a cabeça ou movimentamos os olhos ràpidamente, também estimulamos os flashes, devido à tração vitreo-retiniana… mesmo na ausência de roturas! É comum o paciente continuar se queixando de flashes ainda após tratamento eficiente das roturas retinianas. Mesmo após o laser! O que gerou aquela rotura foi muito provavelmente a tração que não é eliminada apenas com o uso do laser.Ele,laser, é usado para bloquear a rotura e evitar um descolamento de retina causado pela separação dos folhetos da retina, iniciado naquele “buraco”.

Mas a tração no restante da superficie vitreo-retiniana pode permanecer e ainda assim não ser necessária, naquele momento especifico, qualquer intervenção médica.

O que é mandatório é, sempre que este sintoma for mais persistente, refazer o mapeamento para ter certeza de que não surgiram novas lesões que necessitem tratamento.

No mais é aprender a minimizar essas sensações incomodas. E conseguimos lidar bem com elas, ao longo do tempo…

Anúncios