“Gostaria de saber se o uso de lentes de contato “corrige” o estrabismo da mesma forma que os óculos”.

Não. Os óculos, em virtude da distancia da lente corretora até a córnea (em torno de 12mm), distancia essa chamada de distancia vértice, induz um efeito prismático que pode beneficiar ou piorar, funcional e esteticamente o individuo estrábico.Se o estrabismo for convergente, as lentes positivas dos óculos ajudam a minimizar o desvio dos olhos. Se o estrabismo for divergente e o individuo for míope,também, melhora o aspecto estético. Embora isso só ajude nos estrabismos de angulo pequeno.
As lentes de contato, como estão sobre a superfície corneana, não induzem efeito prismático a favor. É por isso que alguns hipermetropes estrábicos se sentem melhor com os óculos do que com as lentes de contato. Eles ajudam a “corrigir” ou “camuflar” o desvio ocular.

“Meu namorado tem estrabismo no olho esquerdo, que, segundo a mãe dele, foi causado devido a uma queda dela durante a gravidez. Isso pode mesmo ocorrer? Ninguém na família é portador do problema. É possível corrigir o estrabismo depois de muitos anos o olho estando assim?”

Uma queda na gravidez pode precipitar o parto. E o estrabismo em crianças prematuras não é incomum, uma vez que o sistema visual ainda estava em desenvolvimento.

Quanto a corrigir o estrabismo depois de adulto, o risco/beneficio deve ser avaliado. Se o olho (desviado) não tiver uma ambliopia (perda funcional com visão reduzida), que depende da quantidade do desvio – pequeno ou grande, medido em dioptrias prismáticas, no pós operatório da cirurgia de estrabismo, um dos riscos é o surgimento de diplopia (visão dupla). Mas cada caso é um caso! O paciente deve ser examinado por um estrabólogo (oftalmologista especializado em estrabismo) para avaliar os benefícios de um tratamento cirúrgico.

Interessado em estrabismo? Leia mais a respeito:

Um site médico sobre estrabismo: http://www.estrabsimo.med.br

Um site leigo com curiosidades sobre estrabismo: http://www.oestrabismo.com

Anúncios